O CÉU É O MEU TETO,A TERRA É MINHA PÁTRIA,A LIBERDADE É A MINHA RELIGIÃO!

sábado, 1 de agosto de 2009

Dia Triste....

Sou poeta pelo meu sofrimento
ou pela minha alegria...
Minha alma sensível
ressoa melodias
quando as tempestades da vida
desabam ...derrubando tudo
ao meu redor.

Hoje, estou triste.
Em torno de mim
o vento sopra como interminável
vendaval...
Nas ruas vazias as folhas secas
fazem acrobacias.
O céu está cinzento, gris...
No meu coração
há um longo punhal,
que a solidão crava
um pouco mais, a cada instante!
Como posso ter esperança,
como sonhar, se a alma me pesa
como áspero granito,
como um rochedo escuro e frio,
à beira do oceano?
Choro silenciosamente
na tarde melancólica
e vazia.
Minhas lágrimas são pérolas
que deslizam e se misturam
com a chuva, que mansamente cai...

Cezarina/2009.

5 comentários:

Whesley Fagliari dos Santos disse...

Olá amiga encantadora de versos,

Muito lindo o seu poema.. Como todos os outros, mesmo! Tudo magnifico por aqui, cada vez mais...

Acabei de ler o seu livro... Simplesmente maravilhoso... Real... Mágico... Tocante... Nunca deixe ninguém falar o contrário pq não seria verdade...

O meu coração fica feliz por saber que uma artista tão gigante feito vc existe...

Luz e paz!

Com carinho e admiração,
Whesley

A Palavra Mágica disse...

Cezarina,

Lindo poema. A tristeza só existe em nossas vidas para mostrar que somos capazes de ser felizes.

Beijos!
Alcides

A.S. disse...

Cezarina...


O tempo passa enquanto a chuva cai,
E a Terra abraça a água, e se embriaga,
E balbucia um poema de amor;
E a chuva embebe (enquanto o tempo vai)
Quem não percebe qual torrente o traga:
Se a chuva fria ou sua própria dor...


Beijos meus!

Rosemari disse...

Cezarina

Que poema triste amiga.Porém, lindos. A tristeza se esvai nos versos do poeta e não existe tristeza que dure para sempre.

um beijão

Isi disse...

Ce, ler de teus versos me faz ter certeza de que folhas secas son a véspera de folhas novas, flores lindas, frutos saborosos... a esperança está no verso do poeta triste que pode desentristecer-se , se secar a lágrima se souber trocar o punhal cravado no seu coraçao por uma espada e navegar por este mar semeando pérolas que se tranformarao em manhas novas, ensolaradas! Feliz navegar!