O CÉU É O MEU TETO,A TERRA É MINHA PÁTRIA,A LIBERDADE É A MINHA RELIGIÃO!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Pequeno Poema.



O sol está morrendo.
As sombras traçam
Ideogramas negros
nos jardins sombrios...
E o vento move suas asas de cristal
soprando, como fole gigantesco
as últimas fagulhas do poente.
O ar, então, se inflama novamente...
E de vermelhos, laranjas e amarelos
se tinge todo céu!

Cezarina/1998.

2 comentários:

Whesley Fagliari dos Santos disse...

Olá poetiza,

Como estás?

Que bela descrição tu fazes neste poema acerca do crepúsculo... Também de de uma metáfora magnífica, ou estou equivocado?

A cada visita que te faço e a cada poema seu que leio acabo por aumentar consideravelmente a admiração que tenho por tí... Sua constituição é do pó de luz mais nobre que existe no universo e, com certeza, Deus te enviou pra cá com a missão belíssima de fazer a todos que te conhecem mais felizes, iluminados e confiantes...

Muito obrigado por tudo!

Com profunda admiração e carinho,

Whesley

tita coelho disse...

Lindo teu poema Cezarina!
Beijos